sábado, 4 de outubro de 2008

14 de Outubro:Clevane pessoa e Homenagem a Lindolf Bell





Imagens:Poema manuscrito de Lindolf bell

Wilmar Silva, curador do terças poéticas

Clevane Pessoa de Araújo Lopes




O curador do Terças Poéticas, no Palácio das Artes, Wilmar Silva, que segunda feira viaja a Bento Gonçalves, para participar do já tradicional encontro de poetas, lançamento de antologia (Poetas do Brasil), organizado por Ademir Bacca,envia o release de nossa apresentação, em 14 de outubro próximo.Na ocasião, homenagearemos o missionário da catequese poética, Lindolf Bell, nosso patrono na Academia Virtual Brasileira de Letras ,desde 2002.Em Timbó, cidade natal do Poeta, é mantido o centro de Memória Casa do poeta Lindolf Bell (curadoria de sua filha, Rafaella Hering Bell) .Apresentaremos, na qualidade de poesia visual, um PPS feito por Masé Soares, mineira residente em Goiânia, "O Pássaro", do poeta e um de meus poemas em sua homenagem.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
cel 99391646
Diretora Regional do InBrasCi em Belo Horizonte, MG, pesquisadora do Museu nacional da Poesia (MUNAP) Poeta honoris causa, pelo CBLP
Embaixadora da Paz (Cercle de Les Embassadeurs Univ.de La Paix-Genebra, Suiça)

O release:


"Projeto Terças Poéticas recebe
Clevane Pessoa de Araújo Lopes
e homenagem a Lindolf Bell

O projeto de leitura, vivência e memória de poesia Terças Poéticas – realização da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, parceria entre Suplemento Literário e Fundação Clóvis Salgado, apoios culturais Rádio Inconfidência e Rede Minas de Televisão –, recebe na próxima terça poética, 14 de outubro de 2008, às 18h30, nos jardins internos do Palácio das Artes, entrada franca, a poeta Clevane Pessoa de Araújo Lopes, em homenagem a Lindolf Bell.

CLEVANE PESSOA

Clevane Pessoa de Araújo Lopes transita livremente por diversos gêneros literários e poéticos, e fará uma apresentação onde alinhava as diversas fases de sua lavra, com os momentos pessoais. Seu interesse por poesia, começou com o avô materno que a ensinou a metrificar em atividade lúdico-afetiva com a neta. Dessa forma, trovas, sonetos e cordéis, povoaram seu imaginário infantil. Nos Anos 60, quando militava na imprensa mineira, a família veio residir em Juiz de Fora, quando tinha seis anos de idade. Escreveu Poesia concreta, versos livres, contos, crônicas e artigos. Aos 21 anos tomou posse no NUME (Núcleo Mineiro de Escritores) e, a convite de Luiz Otávio, presidiu a UBT da cidade. Aos domingos, manteve, na Gazeta Comercial, uma página de divulgação nacional e internacional, “Gente Letras e Artes”. Diariamente, assinava a coluna “Clevane Comenta”. Escrevia na revista “O Lince” e teve poemas publicados na revista “Tamaulipas”, México. O presidente Mundial do ICA (Instituto de Cultura Americana), Barão Elias Domit, nomeou-a Delegada Ad Honoren da entidade (reg.5041-França, Paris/UNESCO), filial do Uruguai e da ARIEL (Associação de Livres Pensadores (filial de Portugal). Atualmente, é Diretora Regional do Instituto de Culturas Internacionais (InBRasCi), em Belo Horizonte, Cônsul Z-C de Poetas del Mundo, Embaixadora Universal da Paz (Cercle de Les Ambassadeurs de La Paix, Genebra, Suiça), Vice-Presidente do Imersão Latina (IMEL) e Poeta Honoris causa para Oito Países Lusófonos. Psicóloga, no Serviço Público Federal, sempre lutou pelos Direitos da Mulher, da Criança e do Adolescente. Em 1983, seu Projeto de Saúde e Atenção integral à Adolescência, tornou-se plano-piloto em Brasília e em São Luiz, Maranhão, mais tarde, OS (Ordem de serviço no INAMPS). Apesar de desenhar e exercer outras ações humanitárias, literárias ou artísticas, escrever poesia é imprescindível e escreve continuamente, desde os dez anos de idade.

LINDOLF BELL

Lindolf Bell nasceu em 02 de novembro de 1938 em Timbó, Santa Catarina. Formado pela Escola de Arte Dramática de São Paulo, seu gosto pela poesia veio dos pais, Theodoro e Amália Bell, uma fonte improvável, uma vez que ambos eram lavradores. Essa influência foi definitiva na carreira de Bell, encontrando-se enraizada na vida e nas obras do poeta. Lindolf foi líder do Movimento Catequese Poética, uma iniciativa que levava a poesia às ruas por meio de recitais, permitindo que milhares de pessoas conhecessem essa forma de arte. Esse trabalho deu à Bell um grande reconhecimento, no Brasil e também no estrangeiro. Lindolf Bell morreu em 10 de dezembro de 1998 em Blumenau, Santa Catarina."
Contatos com a poeta:

Clevane Pessoa: 31 3471 1646
asasdeborboleta16@gmail.com

O projeto Terças Poéticas receberá em outubro de 2008, dia 21: compositora Claudia Cimbleris no lançamento do CD “Bona Lerato”, e dia 28: poeta Jussara Salazar, e homenagem César Leal."

***><***

veja textos meus sobre Lindolf Bell, poemas, etc:


ClevanePessoa5 Dez 2006 ... Imagem gentilmente cedida pelo Centro de Memória Lindolf bell ... Lindolf Bell será homenageado também pela Telelistas e, a partir de hoje ...
www.clevanepessoa.net/blog.php?idb=3244 - Páginas Semelhantes - Anotar isso
Lindolf Bell


ClevanePessoaBela foto de Lindolf Bell,trabalho de Lair Bernardoni,que nos foi cedida pelo ... Já que hoje, em Timbó, terra natal de Lindolf Bell, o poeta catarinense, ...
www.clevanepessoa.net/blog.php?idb=3278 -




E, no You Tube, a voz do grande Poeta:

YouTube - Lindolf Bell
Poeta Lindolf Bell declamando poema. ... Agradeço muito por ...
3 min 30 seg -

www.youtube.com/watch?v=X8ViouBZwtk

Um comentário:

Paulo Roberto Bornhofen disse...

Oi

Maravilha o seu blog. Vou ter que tirar um tempo para explorá-lo. Achei-o muito rico em conteúdo e muito bem visualmente.
Aproveito para agradecer a visita ao Ninho Literário.
Abraços,

Paulo